Número total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

A importância da qualidade da água e a coccidiose

Como todos nós sabemos a água encontrada pelas aves na natureza é de pH ácido ou ligeiramente ácido. Normalmente de boa qualidade.

Pois bem, a água das nossas torneiras, muitas vezes é imprópria para consumo humano, para nós, que somos animais de grande porte. Uma ave, com 10g, não tolera os mesmos níveis de cloro e de outros contaminantes químicos e biológicos encontrados na agua que chega a nossas casas.

O organismo de uma aves, está preparado para encontrar agua a pH entre 5,5 a 6,5 e tem a necessidade tal como nós de encontrar electrólitos fundamentais ao funcionamento do seu organismo, nessa mesma água.

Assim sendo a minha sugestão é que usemos água engarrafada para as nossas aves, evitando assim a maior parte das doenças inerentes à má qualidade da água. Tais como a coccidiose.

É uma das doenças mais importantes da avicultura amadora. Não bastando o facto de que o agente cause enterite e diarreia, consequentemente, uma diminuição na absorção intestinal de nutrientes, há ainda um efeito sinérgico da coccidiose com outras doenças.

A coccidiose intestinal da ave é devida à presença de uma bactéria a Eimeriatenella. Esta produz uma afecção grave e contagiosa, causadora de perdas consideráveis. É muito resistente podendo viver de um ano para o outro sob uma forma de resistência denominada oocisto. São principalmente os animais novos os mais atacados e os menos resistentes.

A infecção faz-se por via digestiva e são as aves que comem as fezes, água ou ração contaminadas que apanham a doença.

A presença do coccidio sob a sua forma inactiva oocisto, não afecta as aves, mas se por qualquer razão como aumento do pH do esófago da ave ou aumento de humidade do aviário ou stress repentino, o coccidio tende a desenvolver-se na sua forma activa.

Para que possamos evitar isso sem a utilização de um coccidiostatico, podemos fornecer agua a um pH aceitável, ácido e todas as semanas adicionar vinagre de maçã aos bebedouros numa relação de 5ml de vinagre por litro de agua.

O vinagre de maçã, para além de nos proporcionar um ambiente acético, também funciona como um promotor da boa disposição das aves e como anti-depressivo (propriedade presente na casaca da maçã).

Autor: Hugo Sant'ana

Sem comentários:

Enviar um comentário